ARTIGO 1 – Tecnologia MBR (Parte 1)

Case: Tecnologia MBR - Parte 1

Em nosso 1º artigo, vamos falar um pouco sobre a tecnologia de MBRs (Membrane Bioreactor), que consiste na combinação de um processo de membrana (microfiltração ou ultrafiltração) com um processo biológico de tratamento de efluentes ou ainda água residuais (lodos ativados).

No século XVIII, apareceram os primeiros relatos de fenômenos membranológicos. Diversos estudos já foram realizados e teses desenvolvidas, para o melhoramento e desenvolvimento de membranas filtrantes, para tratamento de efluentes domésticos e industriais até os dias atuais. No Brasil, a aplicação da tecnologia de MBR teve um crescimento muito forte na década de 80, juntamente com membranas de osmose reversa e eletrodiálise, também a nível mundial.

Dimensionar um sistema com MBR requer informações do efluente a ser tratado, como origem, temperatura, pH, DQO, DBO, Nitrogênio, fósforo, Óleos e graxas, para que o processo seja melhor definido com as devidas operações unitárias necessárias. A qualidade do efluente tratado deve ser também conhecida, pois hoje, a legislação é bem exigente e necessária.

Nos próximos posts, vamos tratar de forma mais detalhada os tipos de membranas e sistemas, classificação, funcionamento, como definir o tipo de membranas, dimensionamento, incrustações, cases, vantagens, desvantagens e outros.

Até a próxima!

Anna Carolina R. Camelo, D.Sc. em Engenharia Química pelo PEQ/ COPPE/ UFRJ

Fechar Menu